quarta-feira, 22 de março de 2017

# # # - TÚNEL DO TEMPO. - # # #

# # # - CELEBRAÇÃO DO ARAUTOS DO EVANGELHO NA COMUNIDADE DE BOM SUCESSO CE, LIDUINA, LOURDINHA, CÉLIA, E VALDETE. - # # # 

# # # - MEUS QUINZE IRMÃOS QUERIDOS, PROLE DE JOÃO PEREIRA DA CUNHA, (JOÃO BILINDA. - # # #

# # # - DA ESQUERDA PARA A DIREITA, - JOSÉ DE ARIMATÉIA PEREIRA, JOÃO PEREIRA DA CUNHA FILHO, FRANCISCO BEZERRA DE LIMA NETO, DANIEL PEREIRA DA CUNHA, FRANCISCO DAS CHAGAS PEREIRA, MARIA DAS DORES PEREIRA, MARIA DE FÁTIMA PEREIRA, MARIA DAS GRAÇAS PEREIRA, IZIDIA ABREU, IZINHA ABREU, LICEUDA PEREIRA JALES, LUZIA PEREIRA(SAUDOSA MEMÓRIA), MARIA LINDALVA PEREIRA, E ZULEIDE PEREIRA SALDANHA. - # # # "OBS" FALTA EVERTON DE CASTRO PEREIRA. - E JOÃO EVANGELISTA PEREIRA SAUDOSA MEMÓRIA. - # # #
# # # - O GRUPO ARAUTOS DO EVANGELHO SEMEANDO A SANTA PALAVRA DE DEUS, ONDE A IGREJA NÃO ALCANÇA, FOTO DA IRMÃ ZIRENE, MINISTRA DA EUCARISTIA, NESTA SEXTA FEIRA ( 24*03-2017 AS 19:00 HORAS, CONTAMOS COM SUA PRESENÇA PARA JUNTOS REFLETIRMOS O SANTO EVANGELHO, SINTAM-SE TODOS CONVIDADOS, A CELEBRAÇÃO SERÁ NA RESIDÊNCIA DO IRMÃO VELA NA RUA ANA AMÉLIA DE QUEIROZ, CINDERELA. - # # # 

FRASE “Não percam seu tempo tentando me convencer. Não apoiarei nenhum dos senhores.” EDEVALDO ALVES BARBOSA – Promotor de justiça, anunciando voto “nulo” para PGJ do RN.

Refém da toga O juiz federal Odilon de Oliveira, o mais ameaçado de morte no Brasil, está se aposentando e poderá perder a escolta policial. Ele virou refém da toga, depois de mandar meio mundo de bandidos para a cadeia.

# # # - NOSSOS LEGISLADORES COM A RARÍSSIMA EXERÇÃO, SÃO OPORTUNISTA E IRRESPONSÁVEIS,Reforma política vai travar de novo O deputado Vicente Cândido (PT-SP), relator da proposta de reforma política na Câmara, vai defender em seu relatório o sistema de voto em lista fechada e o financiamento público para as eleições de 2018. Porém, o petista sugere que esse modelo seja de transição e vigore apenas até as eleições de 2022. A partir das eleições gerais seguintes, em 2026, o modelo seria com o sistema distrital misto, como ocorre na Alemanha. A proposta não deve ganhar eco na Câmara. Há resistência do baixo ao alto clero. A maioria é defensora apenas de mudanças pontuais, para beneficiar os detentores de mandato.

Estagnado O Brasil ficou parado na 79.ª posição entre os 188 países do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Repetiu o índice de 2016, com 0,754 ponto. Não saiu do canto. Justiça Federal A Assembleia Legislativa realizará sessão solene nesta sexta-feira, 24, para homenagear os 50 anos da Justiça Federal do Rio Grande do Norte. Proposta pelo presidente da Casa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

# # # - EM TEMPO DE PT, ATÉ EX INAUGURA OBRAS JÁ IMAGINOU SE ALGUM DOS EX PRESIDENTE TIVESSE FEITO ISTO SERIA CONDENADO AO EXÍLIOIsto é Brasil O comício do ex-presidente Lula (PT) na Paraíba, rotulado de “inauguração popular” do Eixo Leste da transposição do rio São Francisco, teve estrutura gigantesca. Uma multidão levada para o centro de Monteiro, oriunda de todos os estados nordestinos. Caravanas intermináveis chegando ao som de “Fora Temer” e “Lula 2018”. Certamente, uma fortuna de dinheiro gasto. Quem bancou? Lula, no palanque, fez o que saber fazer com maestria. Discurso populista, divorciado da realidade, mas que o povo carente gosta de ouvir. Frases prontas jogadas para a plateia, com o diagnóstico mentiroso: “Ao invés de tentar cortar os benefícios dos pobres, eles têm que saber que, nos governos da Dilma e no meu governo, de 2004 a 2014, a Previdência Social e a seguridade foi superavitária. E sabe por quê? Porque nós geramos 22 milhões de empregos, porque aumentamos todo ano o salário mínimo…” “Eles”, referência dada por Lula, são Temer e a turma que está no Poder, justamente os companheiros dos governos do PT. Antes que Lula faça o povo bondoso esquecer, Temer foi o vice de Dilma. O ministro da Previdência de Dilma foi o senador Garibaldi Filho, do PMDB de Temer. Outro rosário de siglas que participam do atual governo já estava pendurado no Palácio do Planalto nos tempos de Lula e Dilma. Ou seja, o que foi de bom ou de ruim, tem o DNA de Lula, Dilma, Temer, PT, PMDB e por aí vai. São todos iguais, sem tirar, nem pôr. E para provar que eles pensam da mesma forma, a transposição do São Francisco teve duas inaugurações, uma feita por Temer, outra por Lula. Ambos, discursando para a plateia devidamente treinada e juntada pela estrutura de comício. São ou não iguais? O mais grave, porém, é o discurso agressivo contra as pessoas e instituições de bem, ao estilo de quem deve e usa o ataque como defesa. Veja o recado que Lula mandou para o juiz Sérgio Moro, da Lava Jato: “Se eles quiserem brigar comigo, vão brigar comigo nas ruas deste país, para que o povo possa, na verdade, ser o senhor da razão nessa disputa.” O cacique petista só não disse ao povo que é réu em cinco ações penais por corrupção passiva e ativa, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, entre outros crimes não menos graves. Nem falou sobre a roubalheira na Petrobras, transformada no maior escândalo de corrupção da história deste país . O discurso populista, caviloso e enganador é a tentativa de explorar a boa-fé, ou de fazer o povo de besta para, quando chegar a 2018 (se estiver solto), pedir o voto para cuidar do cofre público outra vez. Banco do Brasil, Caixa e fundos de pensão que se cuidem. Se estivessem em um país sério, político desse naipe não juntaria gente para jogar um pif-paf.. - # # #

Larissa Rosado defende melhorias para CAIC de Mossoró

A deputada Larissa Rosado (PSB) está cobrando do Governo do Estado a recuperação da estrutura do Centro de Atenção Integrada à Criança (CAIC), localizado no Bairro Carnaubal, em Mossoró. Em requerimento a parlamentar também está pleiteando a reimplantação dos serviços.
“O CAIC hoje limita-se a ter sua quadra de esportes utilizada por moradores para jogos de futebol, sem que se tenha segurança para a permanência de pessoas, já que está interditado pelo Corpo de Bombeiros”, reforça a deputada.

Sabe quanto custa um senador e um deputado federal, bonitão? Confira

Temer abre as portas para ex-homem de confiança de Lula

Michel Temer recebeu ontem no Palácio doPlanalto uma figura que, até outro dia, integrava a chamada ala orgânica do PT: Cândido Vaccarezza. Atual presidente do PTdoB em São Paulo, Vaccarezza foi lídergoverno Dilma e Lula na Câmara.
A conversa passou pelo segundo assunto mais tratado por Temer na última semana, a reforma da Previdência. O primeiro é o estrago causado pela Operação Carne Fraca.

Souza diz que insegurança ganha mais amplitude no Estado

A questão da insegurança é um problema que a cada dia ganha mais amplitude, de acordo com a opinião do deputado Souza (PHS), manifestada em pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (22).
“O Governo do Estado, de certa forma tem-se mantido silente com relação ao problema. Estou cansado de ouvir nas mensagens do governador, que vai ser feito o concurso público para a segurança e sequer temos conhecimento do lançamento do edital desse concurso. Estou cansado de reivindicar por maio de requerimentos, que se tenha reforço policial nas cidades, mas esses requerimentos figuram como meras justificativas formais que damos à população, uma vez que, a cada publicidade de nossas solicitações, renova as esperanças”, afirmou o deputado.
Segundo Souza, o povo não consegue compreender efetivamente a existência dos poderes Legislativo, Judiciário e Executivo. O povo acha que nós legisladores não resolvemos a questão de segurança por que não nos esforçamos, quando na verdade é o Governador, o poder Executivo que tem que traçar as metas e os planos para combater a insegurança.
“Ou levantamos nossas vozes unanimemente para que seja feito algo, ou todos levaremos a culpa pela omissão. A Assembleia tem feito a sua parte, tem contribuído naquilo que pode, mas precisamos levantar a nossa voz. A questão da segurança tem que ser tratada como um plano de ação que envolva Executivo – federal, estadual e municipal – Legislativo e Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas e sociedade civil”, afirmou Souza.
O deputado disse que ficava entristecido quando via os policiais que foram concursados reivindicarem sua convocação . A verdade é que nem o governo nem o Judiciário, nem o Ministério Público querem a convocação deles.
“Vamos dizer a verdade. Se há algum entrave para a realização do concurso público, por que não se discutir isso às claras? E não foi feito concurso para a Educação? E não foi feito processo seletivo para o ITEP?. O concurso é urgente, não há como esperar”, asseverou Souza.
O deputado disse ainda que a mera instalação de um caixa eletrônico torna-se motivo de insegurança, nas cidades ditas turísticas, a reclamação é que não se tem dinheiro nos caixas eletrônicos devido à ineficaz política de segurança. Lembrou que os carros fortes estão sendo explodidos.
Com relação à sua cidade, Areia Branca , Souza disse temer quererem retomar a política do toque de recolher. “Lá a Policia está orientando o povo a não ficar nas calçadas. Se é assim em Areia Branca, certamente não é muito diferente em Mossoró. Mossoró hoje é a cidade mais violenta do Estado”, acentuou o deputado.

Garibaldi alerta que a crise hídrica tem causado prejuízos para o Brasil


“Os investimentos isolados, a má gestão e os problemas de regulação são os principais fatores que contribuem, nos dias atuais, para a escassez da água no Brasil”. Esta conclusão de especialistas foi levada ao Plenário pelo senador Garibaldi Filho, em pronunciamento no qual lembrou que neste 22 de março transcorre o Dia Mundial da Água. Ele registrou que a crise hídrica tem gerado um custo político, econômico e humano muito oneroso para o Brasil.
Garibaldi Filho destacou que o drama da falta de água se agrava dramaticamente em todo o planeta. “A população cada dia se mostra mais intranquila diante do calor que se eleva ano após ano, dadas as drásticas e velozes mudanças climáticas”, afirmou. Ele lembrou que, no Nordeste, a ausência de chuvas obriga milhões de pessoas a viverem no sofrimento e desesperança. E que a parte mais abastada do Brasil precisa cooperar para a sobrevivência, por meio do Estado, de uma população que mal tem água para beber.

# # # - QUANDO O PT NÃO ESTÁ NO GOVERNO AGORA PODE TUDO. - PT quer acabar com os vice-prefeitos O relator da reforma política na Câmara dos Deputados, deputado Vicente Cândido (PT-SP), quer acabar com a figura dos vices. “Por que manter um indivíduo na expectativa, assessor, segurança, carro, gasolina? E o vice tem tendência para conspirar. Isso é indefensável. O país deve ter em torno de uns 15 mil cargos em torno dos vices”. Se passar, o primeiro da linha sucessória seria o chefe do Legislativo por três meses, com eleição direta em 90 dias. - # # #

# # # - MAIS UM PARA A GUILHOTINA DA JUSTIÇA, E O FIM DA IMPUNIDADE. - # # #.

Cassação do prefeito de Caicó

batata projetoÉ…
Já se fala na cassação do prefeito de Caicó Robson “Batata” Araújo com menos de 100 dias de gestão.
Foi hoje durante sessão da câmara municipal.
Será que ele termina o mandato do jeito que vai? A insatisfação já é grande em Caicó com sua gestão e atitudes. Principalmente, a de perseguidor.

Ex-prefeito da PB é condenado por fraude


A Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Livramento, José de Arimatéia Anastácio, por mais uma fraude em processo licitatório realizado em sua gestão quando era prefeito da cidade. Zé Papé foi condenado a pedido do Ministério Público Federal por fraude na construção de 30 unidades habitacionais para famílias carentes de Livramento.
Segundo o MPF, o ex-prefeito Zé Papé fracionou indevidamente o convênio em duas licitações diversas, fraudando o processo com particulares que administravam empresas ‘fantasmas’ convidadas. Os elementos apurados pelo MPF estão contidos na Operação I-Licitação deflagrada pela Polícia Federal.
Um dado que chama a atenção neste processo é que o MPF confundiu o ex-secretário de finanças à época, Anchieta Anastácio, com seu tio José Anastácio Lima, que era apenas membro da Comissão de Processo Licitatório. Este foi arrolado ao processo pelo MPF como sendo secretário de finanças e só por isso foi absolvido, segundo a própria sentença judicial.

Atenção prefeitos do RN! Apertem os cintos O governo de Michel Temer acaba de anunciar um corte de 58,2 bilhões de reais no orçamento de 2017.

Janot diz que Gilmar sofre de ‘desinteria verbal’... - Veja mais em http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/03/22/janot-diz-que-gilmar-sofre-de-desinteria-verbal/?cmpid=copiaecola

segunda-feira, 20 de março de 2017

Futuro de Souza nas barras do TRE O deputado estadual Manoel da Cunha Neto, “Souza” (PHS), será julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) até maio. Processo de perda de mandato por crime eleitoral, que se arrasta desde as eleições de 2014. O parlamentar, beneficiado pela lentidão da Justiça Eleitoral, conseguiu se manter até aqui . Pesa contra ele denúncia, com vasta documentação, de abuso de poder econômico e outros ilícitos na captação de votos. Souza é recorrente nos tribunais, inclusive, tem condenação de perda de mandato quando passou pela Prefeitura de Areia Branca. Ele investe alto em advogados.

O mensalinho de Lula

Postado às 11h45 política Nenhum comentário Enviar por e-mail

Com a delação dos executivos da Odebrecht, a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que já não era boa, vai ficar ainda mais complicada.
Um ex-diretor da empreiteira contou aos procuradores que pagava uma mesada a um dos irmãos do ex-presidente.
Além disso, a empreiteira confirmou que reformou o sítio de Atibaia, comprou um lote para abrigar o Instituto Lula, financiou palestras e ainda patrocinou o filho mais novo do petista – tudo a pedido do ex-presidente.
A reportagem está na nova edição da revista VEJA.

PT quer atropelar o Judiciário Como disse Humberto Costa, Lula só poderá se candidatar em 2018 se o Judiciário for atropelado. Não uma vez, e sim duas vezes. Lula será condenado em primeiro grau e em segundo grau por receber propina da Odebrecht. Ele também se tornará réu no STF no inquérito do quadrilhão – e um réu no STF não pode se tornar presidente da República. Lula tem de ser enquadrado o quanto antes, caso contrário ele continuará em sua campanha para desmoralizar a Lei.


Carne Fraca!

# # # - O POVO DA RUA FRANCISCA ALVES FAZ UM APELO AOS DEFENSORES DO GOVERNO ATUAL, APELAR AO GOVERNO NÃO ADIANTA FIZ ISSO INUMERAS VEZES GRITEI ATÉ FICAR ROUCO, NINGUÉM OUVIU QUEM SABE AGORA APRESENTANDO AOS DEFENSORES ELES JUNTOS FAÇAM UM APELO E SEJAM ATENDIDOS AFINAL DE CONTAS ELES GANHAM PARA DEFENDER O GOVERNO? DIGO O EMPREGO DELES DEPENDE DO QUANTO ELES DEFENDEM O GOVERNO, UMA ESPECIE DE QUE É DANDO QUE SE RECEBE, EITA GOVERNO SEM NEXO. OS DEFENDORES DESTE GOVERNO COLHEM MESMO ANTES DE SEMEAR UM VERDADEIRO FENÔNIMO. - # # #



Gancho!

 

# # # - Prova Brasil: metade dos professores não consegue cumprir conteúdo planejado Metade dos professores do ensino fundamental (51%) conseguiu desenvolver pelo menos 80% do conteúdo previsto para o ano. Na outra ponta, 11% concluíram menos de 60% daquilo que deveria ter sido ensinado aos alunos. Os dados são do questionário da Prova Brasil 2015, aplicado a diretores, alunos e professores do 5º e do 9º ano do ensino fundamental de todo o país. As informações foram organizadas e divulgados hoje (20) na plataforma QEdu (www.qedu.org.br) Quando considerados apenas os professores do 9º ano, menos da metade (45%) desenvolveu pelo menos 80% do conteúdo previsto para as turmas que fizeram a Prova Brasil em 2015. Já entre os professores do 5º ano, a porcentagem chega a 55%. A questão foi respondida por mais de 262 mil professores. - # # #

# # # - A CIDADE DE BARAÚNA VIVE UM DOS MAIS SOMBRIOS GOVERNOS DA SUA HISTÓRIA, SUSTENTADO NO PASSADO OBSCURO DO GOVERNO DO EX PREFEITO E HOJE PREFEITO DE FATO, ALDIVON, BARAÚNA CERTAMENTE É UM DOS MUNICÍPIOS DO SEU PORTE O QUE MAIS TEM PROCESSO NA JUSTIÇA SEM JULGAMENTO SÃO JULGADOS QUANDO PRESCREVE E O CULPADO FICA IMPUNE E LIVRE PARA COMETER OS MESMOS ERROS SÓ QUE SEGURO DE QUE NADA ACONTECE ESSE FATO VIROU JURISPRUDÊNCIA NAS ADMINISTRAÇÕES QUE POR AQUI PASSRAM, TEM EX PREFEITO DE BARAÚNA QUE CHEGOU ACUMULAR EM JUGAMENTO DE PRIMEIRA INSTÂNCIA 28 DE RECLUSÃO, E NUNCA SEQUER VISITOU UMA CADEIA NEM PARA FAZER CARIDADE E IMAGINE CUMPRIR PENA, É O VELHO DITADO AUTORITÁRIO, MANDA QUEM PODE OBEDECE QUEM TEM JUÍZO. - # # #


Quem pagou comício de Lula no São Francisco?

 

 

Alguém já disse que a verdade é algo tão precioso que às vezes precisa ser protegida por uma escolta de mentiras. Ao discursar no megacomício que Lula realizou na cidade de Monteiro, no Cariri da Paraíba, o anfitrião Ricardo Coutinho (PSB), governador paraibano, disse o seguinte:
“Aqui, no território livre da Paraíba, o povo sabe o que é verdade, o povo tem a coragem de ir às ruas. […] Eu agradeço aos meus companheiros, prefeitos aqui da região. Botaram a mão na massa. Fizeram, efetivamente, de burro, de carroça, de carro, de ônibus, de qualquer jeito criaram as condições para que muita gente estivesse aqui. Não foi gasto um centavo de dinheiro público, não foi gasto nada, a não ser o sentimento de gratidão que o nosso povo tem.”
Coutinho revelou-se um grato cego. Não viu a superestrutura ao redor. Entre outros itens, o aparato montado para Lula reinaugurar o pedaço da obra da transposição do Rio São Francisco que Michel Temer já havia inaugurado há nove dias incluiu: o palanque, as tendas, o equipamento de som, as grades de proteção, o jatinho para o candidato e uma frota de ônibus para levar aclamação até os ouvidos de Lula. Essas coisas não costumam ser custeadas pelo “sentimento de gratidão”. Mesmo no “território livre da Paraíba”, os fornecedores só quitam as faturas mediante pagamento em dinheiro.
As imagens veiculadas abaixo indicam que o evento custou caro. Como Coutinho assegurou que não há verba pública no lance, ficou boiando sobre as águas transpostas do São Francisco uma interrogação: quem pagou as despesas relacionadas ao megacomício de Lula?
De duas, uma: Ou o morubixaba do PT dispõe de meia dúzia de mecenas dispostos a financiar no caixa dois sua campanha fora de época ou o governador da Paraíba cometeu algum engano. Esse é o tipo de engano que costuma virar matéria-prima para ações judiciais. Em tempos de Lava Jato, o brasileiro já não se importa com enganos. Ele apenas não suporta ser enganado.

# # # - TÚNEL DO TEMPO, ERAMOS FELIZES E NÃO SABIAMOS. - OS GOVERNOS DA VERGONHA? LUCIANA E LUCIA NASCIMENTO, ABANDONARAM COMPLETAMENTE A SEGURANÇA, É ISSO QUE DÁ VOTAR EM QUEM NÃO MORA NA CIDADE, ESTÃO SEGUROS ONDE MORAM E O POVO BARAUNENSE FICA POR CONTA DO DESTINO DE OVELHA SEM PASTOR. - # # #

                   # # # EX BIBS, MUDOU ATÉ DE LUGAR? MAIS ONDE ESTÁ MESMO. - # # #
# # # OS GOVERNOS DE TRINTA DIAS SÃO MESMOS OS MELHORES, QUEM ENTRA COM UM PÉ DENTRO E OUTRO FORA, SÓ FAZ O QUE BEM QUER, E O POVO? HÓ SÓ LEMBRANÇA SEM BARTOR. - # # #

# # # - COM CARA DE PRESIDIÁRIO LULA DISCURSA EM INALGURAÇÃO QUE NÃO TEM NADA COM EX, O FORTE DELE ESTÁ ACONTECENDO A DEMAGOGIA E A MENTIRA COM QUE ELE ALIENOU OS BOBOS NORDESTINO, ENGANA QUE ELES GOSTAM. - # # #

Lula apaga da retórica roubalheira e ‘empregocídio’ do governo de Dilma


Apelidado de “inauguração popular” de um pedaço da obra da transposição do Rio São Francisco, o comício fora de época realizado por Lula neste domingo, na Paraíba, foi o primeiro grande ato de sua campanha presidencial de 2018 —seja como candidato, seja como cabo eleitoral. Ao discursar, o pajé do PT esboçou o conteúdo do que será sua retórica. Lula finge que não tem nada a ver com a roubalheira exposta pela Lava Jato e com a ruína da gestão Dilma Rousseff.
A certa altura, Lula criticou a reforma previdenciária proposta por Michel Temer. “Ao invés de tentar cortar os benefícios dos pobres, eles têm que saber que, nos governos da Dilma e no meu governo, de 2004 a 2014, a Previdência Social e a seguridade foi superavitária. E sabe por quê? Porque nós geramos 22 milhões de empregos, porque aumentamos todo ano o salário mínimo…”
Ao atrasar o relógio apenas até 2014, Lula excluiu do seu discurso eleitoral o segundo mandato de Dilma —fase em que a administração da ex-gerentona revelou-se “empregocida”, produzindo uma ruína em que as demissões realçaram a recessão, os juros lunares e a inflação sob descontrole.
Noutro trecho do discurso despejado às margens do São Francisco, Lula soou como se enviasse uma mensagem para Sergio Moro, que o intimou a depor em 3 de maio no processo sobre as benfeitorias que a OAS realizou no tríplex do Guarujá: “…Só queria dar um recado pra eles: se eles quiserem brigar comigo, vão brigar comigo nas ruas desse país, para que o povo possa, na verdade, ser o senhor da razão nessa disputa.”
Lula acrescentou mais adiante: “Se vocês querem me prejudicar, pelo amor de Deus, criem vergonha, não prejudiquem 204 milhões de pessoas. Eu nem sei se estarei vivo pra ser candidato em 2018. Mas eu sei que o que eles querem é tentar evitar que eu seja candidato. […] Eles que peçam a Deus para eu não ser candidato porque, se eu for, é pra ganhar as eleições. E voltar esse país a ter alegria, a ter felicidade. E o povo a sonhar com emprego e com salário.”
Noutros tempos, o petismo esgrimia o slogan “mexeu com Lula, mexeu comigo.” Agora, o próprio Lula pronuncia uma versão hipertrofiada do bordão. É como se dissesse: “Mexeu comigo, mexeu com 204 milhões de brasileiros.” Antes, Lula dizia que “não sabia” da roubalheira que fincou raízes nos seus governos e frutificou nas gestões de Dilma. Agora, enviado ao banco dos réus em cinco ações penais, o morubixaba do PT pede ao brasileiro que se finja de imbecil para o seu próprio bem.

domingo, 19 de março de 2017

# # # - ISTO É FATO. - # # #

# # # - A cidade de Baraúna vive um dos períodos mais difícil de sua história administrativa, depois de sofrermos quase três anos com uma administração por mãos de terceiros, Baraúna volta a vivenciar a mesmice de sempre, fomos Enganados?, certamente que não, os grupo que desde 2007 vivem em permanente confronto pelo poder para si próprio, mas é porque são viciados no poder, o que é suficiente para permanecerem por debaixo do pano juntos usufruindo dos bens do povo e unidos para subtrair do erário público, mais uma vez, somos nós que pagamos o preço do nosso descaso e irresponsabilidade na hora de escolher sem levar em conta à  péssima administração por três mãos, a exemplo do que foi a passada, com Adjano, Gilson, e Luciana, o mal político, o político profissional, que encontra na política os meios de enriquecesse as custa da impunidade financiada pelo próprio poder público dinheiro do povo partilhado entre corruptos sem alma, sem dignidade, e sem respeito próprio, mal que atingi diretamente as pessoas menos favorecidas, "os pobres" que são vítimas da nossa justiça cega simbolicamente falando, os juízes veem tudo, são eles os julgadores em nome de Deus e do povo. Mesmo assim o povo sofre sem ter a visão miupe da justiça. Baraúna tem sido palco de vários escândalos mais nem só um foi julgado de forma satisfatória, há sempre alguém que revoga a decisão de primeira instância  o juiz que acompanha o processo com provas suficiente para condenar o infrator, é desqualificada por outros métodos que anulam a justiça de primeira instância, posso citar muitos processos que ultrapassam a cegueira da justiça que acaba beneficiando os mal feitores que roubam o erário público, para exemplificar basta vê o bode expiatório do ex governador Fernando Freire está na cadeia, enquanto outros continuam roubando o erário e a justiça não os alcança diz precisar ser acionada,  mais quem crer em Baraúna na justiça, no que diz respeito a garantir os bens do povo em favor do povo, os prefeitos que por aqui passaram deixaram marcas que ficará até o fim desta geração, cabe frasear o ilustre Paraibano José Américo de Almeida, "Leis e mais Leis só para luxo dos arquivos". e vangloria de pessoas desonestas que chegam a sombar da Lei, o que é uma vergonha, os prefeitos todos com raríssima exceção saíram sem tanta nódoa, o que se apresenta para ser candidatos em Baraúna uma grande parte vem apresentados por pessoas inelegíveis que para continuar nas tetas da prefeitura, já que não pode ser candidato coloca laranjas para substitui-los  no governo e fazer tudo sem pestanejar ao comando dos viciados no erário público, são tantos que fica difícil de citar nomes pois é, muita gente sem pudor na vida pública de Baraúna, alguém de fora da circunscrição do município de Baraúna se lê este humilde blog vai perguntar como isso acontece, o que escrevo e a voz cansada da rua, rouca pela poeira da corrupção. - # # #

sábado, 18 de março de 2017

Osmar Serraglio não notou, mas está em apuros

Josias de Souza
Compartilhe

A sorte do nariz é que a respiração é uma atividade vital. Do contrário, ele seria uma parte dispensável do corpo. Só serve para espirrar, coçar e se meter onde não deve. O nariz de Osmar Serraglio, por exemplo, meteu-se nos assuntos da fiscalização agropecuária do Ministério da Agricultura. Deputado, Serraglio tocou o telefone para um fiscal a quem chamou de “grande chefe”. Na conversa, tomou as dores do dono de um frigorífico que estava sob fiscalização. Seus dois interlocutores -o fiscal e o fiscalizado- foram pilhados na Operação Carne Fraca. E Serraglio, agora ministro da Justiça, encontra-se na incômoda condição de matéria-prima de uma Polícia Federal que deveria chefiar.
Chama-se Daniel Gonçalves Filho o “grande chefe”. Entre 2007 e 2016, comandou a Superintendência do Ministério da Agricultura no Paraná, o Estado de Serraglio. Recebeu ordem de prisão sob a acusação de ser ''o líder da organização criminosa'' que, em troca de propinas, fechava os olhos para o comércio de carne imprópria para o consumo humano. Chama-se Paulo Rogério Sposito o empresário que Serraglio socorreu. É proprietário do frigorífico Larissa. Também foi brindado com um mandado de prisão. Acusam-no de pagar suborno para se livrar de autuações da fiscalização agropecuária da pasta da Agricultura.
Deu-se em fevereiro do ano passado o diálogo vadio em que Serraglio encareceu ao “grande chefe” que verificasse a atuação de um fiscal que “deixou o Paulo apavorado” ao varejar-lhe o frigorífico. Captada em grampo autorizado pela Justiça, a conversa foi transcrita num relatório anexado ao inquérito sobre o caso da carne podre (a cópia vai reproduzida abaixo). Com a deflagração da operação policial, o documento ganhou o noticiário.



Serraglio, que chegou à pasta da Justiça precedido pela maledicência de ser homem de Eduardo Cunha, enxergou vantagem onde todos viram apenas constrangimento. Em nota oficial, a assessoria do ministro escreveu que a divulgação do grampo prova a sua disposição de não interferir nas atividades da Polícia Federal. ''Esse é um exemplo cabal que fala por si só'', anota o texto, antes de informar que o ministro soube da Operação Carne Fraca “como um cidadão igual a todos, que teve seu nome citado em uma investigação.”
Tomado pelas palavras dos assessores, Serraglio acha que tem razões para se jactar: “A conclusão, tanto pelo Ministério Público Federal quanto pelo juiz federal, é a de que não há qualquer indício de ilegalidade nessa conversa gravada.'' A avaliação de Serraglio sobre o incidente que o envolve tem o valor de uma nota de três reais. Protegido pelo escudo do foro privilegiado, o ministro só pode ser investigado com autorização do Supremo Tribunal Federal. Se admitisse a necessidade de investigar Serraglio, o juiz Marcos Josegrei da Silva, que cuida do caso, teria de abdicar da Operação Carne Fraca, remetendo o trabalho de quase dois anos do Paraná para Brasília.
O magistrado preferiu torturar os fatos a abrir mão do caso. ''Não se extraem elementos suficientes no sentido de que o parlamentar (Serraglio) que é interlocutor em um dos diálogos, que detém foro por prerrogativa de função, esteja envolvido nos ilícitos objeto de investigação no inquérito policial relacionado a este feito'', escreveu. Ele considerou ''natural'' que os servidores da Agricultura ''busquem auxílio ou intervenção de deputados de seu Estado a fim de viabilizar o atendimento de interesses do órgão.'' Ora, foi Serraglio quem buscou o auxílio do “grande chefe”, não o contrário.
Seja como for, o juiz Marcos Josegrei teve o cuidado de vacinar-se contra surpresas futuras: ''Até que se tenham, pelo menos, indícios mínimos da participação efetiva de pessoa detentora de mandato eletivo, com foro privilegiado, nos delitos de corrupção, falsidades, lavagem de dinheiro, dentre outros apurados na presente investigação, entendo que não há motivo para deslocamento de competência a instância superior.''
O que o juiz declarou, com outras palavras, foi mais ou menos o seguinte: “Abstenho-me de levar as mãos ao fogo por quem mete o nariz onde não é chamado. Por ora, não há indício de crime praticado pelo superior hierárquico da Polícia Federal. O futuro a Deus pertence. Quanto ao passado, torça-se para que o ministro tenha boas explicações para tudo o que fez no último verão.” Serraglio ainda não percebeu, mas parece estar em apuros.

TCE orienta presidentes de Câmaras fiscalizar em parceria com a sociedade

IMG_7896
“Irmanar-se com quem representa o povo”. Foi este um dos objetivos do Encontro “O TCE e o Legislativo” expressos pelo presidente do Tribunal de Contas da Paraíba, conselheiro André Carlo Torres Pontes, aos dirigentes de Câmaras de Vereadores reunidos, na manhã desta sexta-feira (17), no Auditório Celso Furtado, do Centro Cultural Ariano Suassuna, pertencente à Corte.
Na saudação aos participantes, ele evocou o princípio da Constituição segundo o qual “todo poder emana do povo” para, em seguida, ressaltar o modelo representativo da vontade popular do qual resulta o sistema democrático.
“Representar o povo é tarefa árdua que vai além do papel técnico de produzir as leis, porque envolve o cuidado com a vida e o bem estar das pessoas”, comentou o conselheiro André Carlo, de quem os presidentes das Câmaras Municipais ouviram o propósito da colaboração: “Podem contar, para isso, com o Tribunal de Contas do Estado”.

Poker face

apode1803painell
O ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) reconheceu que o nervosismo no leilão para concessão de aeroportos durou até o último segundo. “Falei com o leiloeiro… Do jeito que fala, pausadamente, eleva a tensão no ambiente ao nível de um jogo disputado de pôquer!

# # # -Venezuela ‘é uma ditadura’, diz Aloysio Nunes. u-se ao novo chanceler se a canelada não dificultará os seus contatos com autoridades norte-americanas. E ele: “…Porre a gente toma. […] Eu bebo muito pouco, mas já me aconteceu. E eu me recuperei. Curei a ressaca.” Acha que Trump já se recuperou do porre? Aloysio, como que trocando o figurino de senador pelo de ministro, disse que olha para Washington com o mesmo olhar de dúvida do papa Francisco. Prefere “esperar para ver.” Seja como for, Aloysio não acredita que seus comentários causem transtornos. “Nós temos nos Estados Unidos um extraordinário diplomata, que é o nosso embaixador Sérgio Amaral. Ele tem um roteiro, que está seguindo, em bastante consonância com os norte-americanos, com a nova administração… Essa declaração não cria nenhum problema.” Aloysio chama Mercosul de ‘ficção’ e espera fortalecer o bloco No seu primeiro compromisso oficial como chanceler, Aloysio participou, na última quinta-feira, em Buenos Ayres, de uma reunião com os chanceleres dos outros países-membros do Mercosul: Argentina, Uruguai e Paraguai. Suspensa do grupo, a Venezuela não foi convidada. A “revitalização” do Mercosul é uma das prioridades da gestão de Michel Temer. Sem rodeios, o sucessor de José Serra no Itamaraty chamou o Mercosul de “ficção.” Não seria mais negócio para o Brasil se dissociar dessa ficção?, quis saber o repórter. E Aloysio: “Não, é transformar a ficção numa realidade.” Como? Eliminando barreiras que impedem a conversão do Mercosul numa efetiva área de livre comércio. De resto, o ministro diz haver “um interesse crescente da União Europeia para ter um acordo com o Mercosul.” O Brasil jogará suas fichas nesse acordo, sem desprezar os entendimentos bilaterais. “Temos interesse em fazer acordos bilaterais com Japão, temos acordos bilaterais com a China, com a Rússia. Com todos os países que compõem a Aliança para o Pacífico —Chile, Peru, México e a Colômbia— nós temos acordos bilaterais, inclusive acordos que vão fazer com que nós tenhamos um comércio inteiramente livre entre o Brasil e esses países.” A pedido da Argentina, Brasil limita pousos de aviões britânicos Aloysio informou que o Brasil deve restringir o uso do seu território para o pouso de aviões militares do Reino Unido a caminho das Ilhas Malvinas. Fará isso em atenção a uma reclamação do governo argentino, que reivindica a soberania das Malvinas. Os dois países guerrearam pelo arquipélago em 1982. Esmagados, os argentinos perderam 649 soldados. E mandaram à cova 255 inimigos. Entre 2015, ainda sob Dilma Rousseff, e 2016, já sob Michel Temer, pelo menos 18 aviões militares britânicos usaram o território brasileiro como escala de reabastecimento de voos que tinham as Ilhas Malvinas como destino final. Em acordo firmado com a Argentina, o Brasil comprometera-se a desautorizar esse tipo de pouso, exceto em duas circunstâncias: emergências e missões humanitárias. Antecipando-se a uma averiguação que está sendo feita pela Aeronáutica, Aloysio admitiu que é improvável que os 18 pousos sob exame tenham sido emergenciais ou humanitários. Daí a intenção de “tornar mais rigorosos os procedimentos”, desautorizando os pousos quando for o caso. Nas palavras do ministro, a intenção do governo brasileiro é a de tornar os procedimentos “inquestionáveis.”

Virei vegetariano

caixa boi

Fiscais do Presidente!

 

quinta-feira, 16 de março de 2017

Justiça cassa mandatos de prefeita e vice-prefeito em cidade do RN Cassação é por abuso de poder político, econômico e compra de votos. Rafaela Carvalho e Elias Raimundo também estão inelegíveis. Do G1 RN Facebook A Justiça Eleitoral cassou os mandatos da prefeita e do vice-prefeito de Água Nova, cidade distante 411 km de Natal. Iomara Rafaela Lima de Souza e Elias Raimundo de Souza foram condenados por abuso de poder político, econômico e compra de votos. Ainda cabe recurso. Em sua decisão, o juiz eleitoral Osvaldo Cândido de Lima Júnior também tornou a prefeita Rafaela e o vice Elias inelegíveis por oito anos e determinou que o presidente da Câmara Municipal de Água Nova deve assumir interinamente o cargo de prefeito até que novas eleições sejam realizadas. "A prova documental produzida em conjunto com a prova oral colhida em audiência formam um contexto harmônico que este magistrado nunca tinha visto em outras ações dessa natureza e comprovam de maneira cabal e irrefutável a prática de abuso de poder político, econômico e a captação ilícita de sufrágio", declara Osvaldo Cândido. O juiz explica em sua sentença que, no caderno utilizado pela prefeita Rafaela Carvalho, apreendido às véspera da eleição pela Polícia Federal, constam anotações feitas a próprio punho com registros de mais de 110 vantagens oferecidas a eleitores em troca do voto. "Prova mais robusta que a constante nos autos só mesmo se houvesse a confissão. São pelo menos 21 páginas em que constam as anotações dos benefícios indevidos oferecidos aos eleitores em troca do voto. As anotações foram feitas pela própria prefeita e candidata à reeleição Iomaria Rafaela, fato incontroverso nos autos. São incontáveis e de diferentes naturezas as ofertas, indo desde material de construção, terrenos, oferecimento de empregos na Prefeitura ou continuação de contratações irregulares, valores em espécie, cessão de quiosque na praça, ajuda para realização de viagem a Brasília e fornecimento de uma porta", afirma o magistrado. Além disso, o juiz Osvaldo Cândido de Lima Júnior destaca que: "em algumas anotações, consta a palavra 'ok' , donde se conclui que houve a concretização da entrega da vantagem indevida". De acordo com ele, caracteriza-se crime de compra de votos doar, oferecer, prometer ou entregar ao eleitor bem ou vantagem pessoal, inclusive emprego ou função pública. Sobre o abuso de poder político, o magistrado explica que ele está configurado pelo uso indevido do cargo de prefeita municipal pela ré com o objetivo de obter votos e, assim, desequilibrar a disputa eleitoral. "No caso vertente, salta aos olhos o abuso do poder político mediante as promessas de permanência de eleitores em empregos junto à Prefeitura, mediante contratações irregulares, bem como no oferecimento de novas oportunidades de emprego junto ao Município com o fim claro de obtenção de voto". Já o abuso do poder econômico resta igualmente demonstrado pelo grande volume de promessas de valores em dinheiro, materiais de construção e distribuição de bens em geral, praticados pelos réus. "Vale dizer que a par das solicitações de vantagens ilícitas, há também nos autos a menção a eleitores que postularam melhorias para a comunidade como iluminação pública, melhoria no matadouro e melhorias em estradas, o que demonstra que nem tudo está perdido", ressalta o juiz Osvaldo Cândido de Lima Júnior.

Reforma política!

# # # - O POVO CLAMA, E O GOVERNO NÃO HOUVE, ESTÁ MUDO FAZ DE CONTA QUE TÁ SURDO. - # # #

# # # - Isso sim, a prefeita nos dá, uma cidade abandonada entregue ao próprio destino, tenho ouvido como solução para esses criadouros do mosquito da dengue, foi assim também nos outros governos passados, e o compromisso que fizeram nas praças públicas nas casas humildes do nosso município e cidade, o cumprimento da palavra empenhada com os cidadãos, o povo fez a parte deles, agora, a prefeita deve aplicar bem o dinheiro do povo em favor do povo, e que o povo veja como foi sua aplicação se realmente corresponder com a realidade e necessidade do povo, todo governante tem que ter prioridade no seu plano de governo, e que estas prioridades corresponda com a vontade do povo, não entendo? Nem nunca vou entender porque os governantes diz ter a solução dos problemas do povo, isso, no palanque, porque depois aparecem as dívidas deixadas pelo governo anterior, há não ser que o sucessor seja aliado do que se elegeu, mesmo assim ficam com a orelha de molho e pisando em ovos, para não haver desentendimentos, se não explodem em acusações. fica o nosso apelo para que a prefeita ou quem mande na administração faça alguma coisa em favor do povo, só tentar com conversa fiada e sem sentido não vai dá solução aos problemas que são muitos e urgentes. - # # # 

# # # - ATÉ QUANDO A PREFEITA VAI FICAR SEM FAZER NADA EM FAVOR DO POVO, O POVO CANSOU DE CONVERSA, QUER AÇÃO EM FAVOR DO MUNICÍPIO EXPLORADO DE BARAÚNA PAREM COM ESSA REZA VENHA A NÓS, E VOSSO REINO NADA, DEIXEM ALGO PARA O REINO. - # # #

# # # - Não tenho visto, nem ouvido falar do banco do Brasil em Baraúna, faço a seguinte pergunta? a prefeita de direito e os prefeitos de fato da cidade de Baraúna não estão preocupados com a questão da paralisação do banco do Brasil e, virtude do último assalto ocorrido a mais sessenta dias fechada, podem me condenar por vê estas situações que são de competência do governo do município, que não tá nem ai com a coisa, isso é revoltante, enquanto isso os clientes do banco do Brasil cobra as tarifas e serviços que não mais está prestando a seus clientes que são punidos por um ato que eles não tem culpa nenhuma, e acabamos sendo as vítimas duplamente do banco e dos bandidos. quero chamar a atenção dos cidadãos que em fim são vítimas duplamente, o que a prefeita está fazendo junto a superintendência do banco do Brasil para que a agência volte a funcionar, é por isso que chamo a atenção do povo quanto a estas fatalidades que ocorrem na nossa cidade, ai a prefeita é de Mossoró, mora lá, seus negócios são lá ai sobra para os otários que votam em estrangeiros esse é o resultado, não tem quem fale por nós, há sim os vereadores? A luta deles já passou, isso foi na campanha, a campanha passou eles só voltaram a luta na próxima eleição, quando falo em incompetência absoluta esta ai nos poderes, legislativo e executivo, que a muito devia ter feito o que um dia do passado eu e José Bezerra recorremos ao deputado João Faustino e conseguimos evitar que a agência fosse fechada, neste tempo a coisa era muito pior, era questão de questão financeira o banco tinha prejuízo com a agência de Baraúna, mais graças a Deus o povo tinha representantes que iam a luta em favor do povo, que atualmente não gosta de quem trabalha e luta em seu favor, preferem vender o voto e sofrer as consequência. Pois com a palavra a prefeita e os prefeitos de fato o que vão ou estão fazendo para que a agência do banco do Brasil venha a funcionar normalmente, pensem pelo menos uma vez no povo que vocês vem enganando a tanto tempo, esse é o povo ovelha nem reclama sofre calado e com medo. - # # # 

Prefeito Rivelino firma parceria com o Banco do Brasil e agência local deverá funcionar já a partir de abril

IMG_7798
O Prefeito de Patu, Rivelino Câmara, que propôs o debate entre o governo municipal, comerciantes locais e representantes do Banco do Brasil, além de gestores de outras cidades, falou da sua disponibilidade e do compromisso que a prefeitura de Patu tem com toda a população e consequentemente com as instituições que prestam serviços relevantes à comunidade. “Estamos aqui para reforçar o nosso compromisso de buscar meios para solucionar este problema que afeta diretamente toda a nossa cidade, pois, o Banco do Brasil não pode continuar parado. Todos precisamos dos serviços”, disse.

Com Renan de aliado, Temer dispensa oposição

Desde que deixou a presidência do Senado, Renan Calheiros tem feito dupla jornada. Como líder do governista PMDB, o senador revela-se um inusitado comandante da oposição ao Planalto. Com a lealdade a Michel Temer já extremamente cansada, Renan encena em público um rompimento em conta-gotas. Simultaneamente, renegocia no escurinho o preço de sua fidelidade. A julgar pela acidez da oratória de Renan, o governo ainda não enxergou o valor do seu quase ex-aliado.
Depois de dizer que a reforma da Previdência de Temer é ''exagerada'' e de insinuar que o Planalto segue ordens de Eduardo Cunha, emadas desde uma cela do sistema penitenciário pranaense, Renan voltou à carga. Nesta quarta-feira, declarou que o governo “já inviabilizou” a reforma da Previdência. Afirmou que, do modo como age, “precipitadamente”, o Planalto acabará sepultando também as reformas trabalhista e tributária.
Convidado pelos repórteres a trocar em miúdos suas críticas, Renan limitou-se a dizer que a bancada do PMDB, a maior do Senado, com 22 votos, precisava ter uma conversa “franca e aberta” com o companheiro Temer. Franca? Talvez. Aberta? Jamais. Renan e seus liderados jantaram com Temer na noite passada, a portas fechadas. No próximo encontro de Renan com os microfones, a plateia saberá se o Planalto conseguiu decifrar o enigma da Esfinge alagoana.
Enquanto não chega a um acerto com Temer, Renan faz da crítica estridente ao governo um mecanismo para atenuar o barulho provocado por sua inclusão na segunda lista de pedidos de inquéritos da Procuradoria-Geral da República, decorrentes da colaboração da Odebrecht. O senador talvez precise aumentar o volume de suas queixas. Soube-se que seu herdeiro, o governador alagoano Renan Filho, também foi acomodado pelo Ministério Público Federal na fila de investigados do Supremo Tribunal Federal.
É pena que o delatado Michel Temer não tenha condições políticas de esboçar uma reação à altura do posto que ocupa. No comando de um governo com meia dúzia de ministros enrolados na nova fase da Lava Jato, Temer não tem autoridade para responder ao ''decifra-me ou te devoro'' de Renan com um desafiador ''devora-me ou te decifro''. Segue a autofagia.



Lula usa Temer como escada rumo ao pedestal

 Lula poderia estar jogando conversa fora na câmara de descompressão de São Bernardo. Mas foi condenado pela Lava Jato à candidatura presidencial perpétua. Aprisionado por seus advogados no figurino de vítima, Lula se esforça para retornar ao pedestal de presidenciável antes do depoimento marcado por Sergio Moro para 3 de maio. Para acelerar a subida, Lula pisa em Michel Temer como se escalasse os degraus de uma escada.

Sob gritos de “olê, olê, olá, Lulaaaaa, Lulaaaaaa”, o morubixaba do PT discursou em ato contra a reforma da Previdência, na Avenida Paulista. A certa altura, declamou para o microfone a retórica de sempre: ''Está ficando cada vez mais claro que o golpe dado nesse país não foi apenas contra a Dilma, contra os partidos de esquerda.'' Hummmm… Tenta-se também ''acabar com as conquistas da classe trabalhadora ao longo de anos, com a reforma trabalhista e da Previdência.''
Longe de clarear, as palavras de Lula escurecem a realidade. Deve-se a Lula a chegada de Temer ao Planalto. Primeiro porque foi ele quem negociou a conversão de Temer em vice nas chapas de 2010 e 2014. Segundo porque também é de sua autoria a fábula da supergerente que produziu a ruína econômica que levou ao impeachment.
De resto, o que aniquilou “as conquistas da classe trabalhadora” foi a gestão empregocida de Dilma. Lula sabe que a legislação trabalhista precisa tomar uma lufada de ar. Também sabe que a Previdência irá à breca sem uma reforma. O amigo e ex-colaborador Henrique Meirelles já lhe explicou a situação das arcas previdenciárias. Não repete em público o que ouviu em privado porque a verdade não rende aplausos.
Assim, pisando em Michel Temer distraído, Lula retorna ao pedestal de candidato. Em maio, Sergio Moro interrogará uma pose, não um suspeito. Na sequência, condenará um projeto político, não um culpado dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Se a sentença for confirmada na segunda instância, como parece provável, descerá ao xilindró um mártir petista, não um presidiário.

AGU defende Deltan contra ‘retaliação’ de Lula

 

Em contestação entregue na 5ª Vara Cível da Comarca de São Bernardo do Campo (SP), a Advocacia-Geral da União classifica como “retaliação” a ação movida por Lula contra o procurador Deltan Dellagnol. Sob a alegação de que o coordenador da força-tarefa da Lava Jato ofendeu a sua honra numa entrevista à imprensa, o ex-presidente petista reivindica indenização de R$ 1 milhão por ''danos morais''. A AGU sustenta que a independência e o funcionamento do Ministério Público estarão comprometidos se os autores de ações penais ficarem sujeitos a retaliações praticadas por pessoas acusadas de atos ilícitos, caso de Lula.
Lula foi à Justiça contra Deltan Dellagnol em dezembro de 2016. Seus advogados acusaram o procurador da República de abuso de autoridade por ter supostamente atacado a “honra, imagem e reputação” do ex-presidente. O “abuso” teria sido cometido numa entrevista realizada três meses antes, em setembro. Nela, Deltan apresentara aos jornalistas uma denúncia criminal contra Lula. Exibira em slides de PowerPoint ilustração em que Lula figurava no centro do esquema de corrupção que assaltou a Petrobras. O procurador referiu-se a ele como “comandante máximo.”

quarta-feira, 15 de março de 2017

# # # - O GRUPO ARAUTOS DO EVANGELHO CONTINUARÁ LEVANDO A PALAVRA DE DEUS A ONDE A IGREJA NÃO ALCANÇA, NESTA SEXTA FEIRA A CELEBRAÇÃO SERÁ NA RESIDÊNCIA DA FATINHA EM FRENTE A LENA, NA RUA ADALTO BEZERRA FILHO, AS 19:00 HORAS CONTAMOS COM SUA PRESENÇA. - # # #


Ventilador! 

Lula faz pose, mas a vítima real é o contribuinte

No mesmo dia em que a Procuradoria-Geral da República pediu a abertura de mais de 80 novos inquéritos no Supremo Tribunal Federal, Lula fez pose de vítima no seu primeiro depoimento como réu, na Justiça Federal de Brasília. Lula disse que há três anos vem sendo vítima de um massacre. As manchetes o perseguem. No café da manhã, no almoço, no jantar há sempre uma manchete insinuando que um novo delator irá acusá-lo, que sua prisão será decretada.
Lula disse tudo isso num processo em que foi delatado por um ex-companheiro: Delcídio Amaral. Esse ex-companheiro acusou Lula de tentar comprar o silêncio de outro delator da Lava Jato: o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, nomeado no governo. Não são as manchetes que perseguem Lula. O ex-presidente é perseguido pelas más escolhas que fez.
Delcídio era do PT. Quando foi preso, antes de virar delator, ocupava a função de líder do governo Dilma Rousseff no Senado. Nestor Cerveró foi colocado em postos de destaque na Petrobras para assaltar a estatal em nome do PT, do PMDB e até de Fernando Collor de Mello. Tudo isso para comprar a lealdade de aliados do governo do PT no Congresso.
O cotidiano de Lula é uma sucessão de poses. Ele faz pose de vítima no café da manhã, no almoço e no jantar. Mas a verdadeira vítima de todo o descalabro que o país assiste é o brasileiro em dia com os seus impostos. O petrolão é um mensalão hipertrofiado. Os dois escândalos começaram na gestão de Lula.
O fato de o ex-presidente estar sendo investigado representa uma evolução institucional, não uma perseguição. Cabe a Lula exercer o seu direito de defesa. Nessa hora, a pose de vítima adianta pouquíssimo. É preciso que por trás da pose exista uma noção qualquer de ética.

# # # - Jurista chama caixa dois de ‘crime de lesa-pátria’ - Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, o jurista Modesto Carvalhosa tachou o caixa dois de “crime de lesa-pátria”. Para o candidato que recebe, disse ele, o dinheiro por baixo da mesa representa uma ''vantagem ilícita'' sobre o concorrente que faz campanha dentro da lei. Para a empresa que paga, o caixa clandestino é “uma forma de cooptação criminosa” do político. # # #

.


PARCEIROS INSEPARÁVEIS

Em seu primeiro depoimento como réu em processo da Lava Jato, Lula se colocou no lugar de Deus. Disse ao juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, que o primeiro-amigo José Carlos Bumlai não estava autorizado a discutir negócios. O magistrado perguntou se Bumlai poderia ter usado o nome de Lula. E o interrogado: “Doutor, se o senhor soubesse quanta gente usa o meu nome em vão! De vez em quando eu fico pensando pras pessoas (sic) lerem a Bíblia, pra não usar tanto o meu nome em vão.”
Lula decerto se referia aos dois trechos da Bíblia que anotam os Dez Mandamentos que Deus entregou ao seu marqueteiro, o profeta Moisés, para que ele os propagandeasse. As Tábuas da Lei estão disponíveis em Êxodo 20,2-17 e Deuteronômio 5,6-21. Incluem o seguinte preceito: “Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.”
Se pudesse, Deus talvez escolhesse viver no Brasil. Como a onipresença obriga o Todo-Poderoso a estar em toda parte, Lula o representa no território nacional. Mas a divindade petista não se sente obrigada a observar todos os mandamentos. Dá de ombros, por exemplo, para o “Não Furtarás”. A certa altura do depoimento, Lula disse: “Me ofende profundamente a informação de que o PT é uma organização criminosa.”
Lula talvez não tenha notado, mas ele próprio já frequenta as páginas de cinco ações penais na posição de protagonista. De resto, o sistema carcerário de Curitiba está apinhado de petistas: José Dirceu, Antonio Palocci, João Vaccari Neto, Renato Duque…

Vereadora Sandra Rosado enaltece emancipação política de Mossoró

A vereadora Sandra Rosado (PSB) registrou a passagem dos 165 anos de emancipação política de Mossoró, nesta quarta-feira (15), em discurso na tribuna da Câmara Municipal. Em leitura de artigo do historiador Geraldo Maia, a parlamentar fez apanhado dos principais fatos históricos que elevaram Mossoró à condição de município, em 15 de março de 1852.
“Faço esse registro, porque acredito que nossa vida também é feito de historia. E, apesar da divergência historiadores em relação á data, é um marco importante para a cidade, principalmente para as novas gerações”, destacou Sandra Rosado, que pediu o registro do artigo de autoria de Geraldo Maia nos anais da Câmara Municipal de Mossoró.
Mobilidade
Também na sessão da Câmara desta quarta-feira, a vereadora destacou a importância do transporte público em Mossoró, chamando atenção para deslocamento de passageiros em veículos não regulamentados, em aparte a pronunciamento sobre o tema da vereadora Aline Couto (PHS). “É mais um tema que a Câmara deve debater e encontrar alternativas”, salientou.
Economia
Somando-se a discurso da presidente da Câmara, Izabel Montenegro (PMDB), sobre dificuldades estruturais no Porto-Ilha de Areia Branca, Sandra Rosado criticou a concorrência predatória do sal-gema importado do Chile. Ela defende uma ampla mobilização, a partir da Câmara Municipal, para buscar o fortalecimento do setor salineiro de Mossoró em Brasília.
Saúde
Em outra intervenção na sessão desta quarta-feira, a parlamentar rebateu críticas à gestão municipal da saúde de Mossoró. “É um equívoco quando foi dito aqui, no plenário, que a prefeita Rosalba não está fazendo nada. Ela está trabalhando, mas tudo não pode ser resolvido de uma hora para outra, num passe de mágica, porque são problemas graves”, observou.
Sandra Rosado lembrou que Roslba Ciarlini assumiu a Prefeitura em transição inadequada, em que a gestão anterior “se negou a prestar informações fundamentais”, e recebeu dívida salarial de “batalhão de servidores”, inclusive na saúde, entre outras dificuldades. “A Prefeitura está recuperando o atendimento e vai chegar o tempo que o serviço será satisfatório”, concluiu.